Avic Compromisso com o Brasil

Dicas Especiais

Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2013

Bio-Coccivet R para postura comercial

Bio-Coccivet R conquista novos mercados

Durante os últimos anos, a vacina Bio-Coccivet-R tem ocupado uma liderança sem precedentes no segmento de matrizes pesadas e leves. Desde 2010, por exemplo, vem sendo utilizada por 95% desse mercado. A posição de destaque foi alcançada graças à percepção que o segmento avícola tem das vantagens técnicas do produto frente às concorrentes internacionais, tais como a sua autosuficiência e capacidade em vencer os desafios enfrentados no campo.

O sucesso de Bio-Coccivet R despertou o interesse dos avicultores de postura comercial. Tanto dos que criam suas aves "part-time" sobre a cama e o restante do tempo em gaiolas, quanto daqueles que as mantêm "full-time" criadas em sistema de baterias de diversos andares de gaiolas, explica Dr. Juan Solis, assessor técnico do Laboratório Biovet e pesquisador internacionalmente reconhecido na área de coccidiose aviária, responsável pelo desenvolvimento técnico de Bio-Coccivet R.

Dr. Solis diz que "infelizmente pesquisas já constataram que a coccidiose também acarreta grandes prejuízos ao setor de postura comercial". Não é por acaso. A coccidiose aviária é uma doença parasitária que prejudica a saúde intestinal das aves causando principalmente a queda da produção e abrindo as portas para outras enfermidades.

Detentor da experiência adquirida durante os intensos e meticulosos estudos realizados para o desenvolvimento de Bio-Coccivet R, o Laboratório Biovet foi procurado recentemente por avicultores de postura. O motivo era certificar-se de que suas aves estavam mesmo sendo acometidas pela coccidiose aviária.

Método de vacinação para postura comercial
O trabalho teve início com a coleta de material para a realização de testes. Amostras de cepas de coccídias, isoladas a partir de intestinos e cecos das aves comerciais de diversas idades, foram estudadas. As espécies de Eimerias encontradas foram isoladas, purificadas e identificadas usando PCR (a mesma tecnologia de ponta utilizada no desenvolvimento e produção da própria vacina Bio-Coccviet R).

As pesquisas foram aprofundadas em baterias de gaiolas especialmente montadas no Centro Técnico de Reprodução de Eimérias do Laboratório Biovet, localizado em Ibiúna (SP). Ao término desses trabalhos constatou-se a presença de cepas patogênicas de campo, que comprometem o desempenho das aves de postura comercial durante seus vários períodos de vida.

Baseados nesses estudos, Dr. Juan Solis e a equipe técnica do Laboratório Biovet desenvolveram um método de vacinação com Bio-Coccivet R específico para o setor de postura comercial. Isto, associado a prescrições de manejo também específicas para as galinhas mantidas em gaiolas, permitem a reciclagem das Eimérias vacinais, para se alcançar o desenvolvimento sólido e rápido da imunidade contra a coccidiose das aves.

Visão de futuro
Hoje, Bio-Coccivet R atende o mercado de matrizes pesadas e leves, além de postura comercial, tanto no Brasil quanto na Bolívia e Peru. O sucesso deve-se a uma série de fatores. São constantes, por exemplo, as pesquisas conduzidas pelo Dr. Juan Solis no Centro Técnico de Reprodução de Eimérias, localizada em Ibiúna. Estes cuidados, vale apontar, vêm desde o início dos trabalhos desta unidade do Laboratório Biovet.

Foi de extrema importância, durante a etapa de desenvolvimento de Bio-Coccivet R, ter-se selecionado as cepas antigenicamente mais protetoras para serem usadas no produto. Afinal, a resposta imune obtida por meio das vacinas não é apenas espécie-específica, havendo possibilidade de variação inter-espécies (inclusive com a existência de cepas variantes).

Enquanto pesquisas, esses trabalhos prosseguem, tendo em vista o lançamento de novos produtos futuramente, conforme as necessidades e os desafios de campo.

 

Voltar